O Coração esquecido

Por que tantas pessoas inteligentes tem atitudes emocionalmente insensatas?

Porque perdemos o contato com os nossos sentimentos? Por que isso acontece? Porque que vivenciamos uma serie de experiências dolorosas e nosso sistemas emocionais se fecharam.

Por que sufocamos nossos sentimentos? (........)


A insensibilidade que nos invade como resultado da dor emocional. Traumas psicológicos afligem alguns de nós com tanta frequência que nossas mentes os repelem congelando-nos emocionalmente, entorpecendo-nos.


Sobrevivemos ao trauma psicológico disparando mecanismos de defesa- muros psicológicos que nos isolam, impedindo-nos de ter pensamentos, lembranças ou pesadelos perturbadores.

Os muros psicológicos que construímos para separar-nos da dor também nos distancia de nossos sentimentos mais profundos. Aquilo que nos impede de sentir dor também pode impossibilitar-nos de desfrutar amor ou alegria. Além disso, em algum momento esses muros desabarão e nós seremos invadidos por emoções caóticas, ás vezes intensamente destrutivas. (........)


Mas em geral nós não tocamos no assunto, nem nos recuperamos de tais traumas, em vez disso, simplesmente retornamos a um estado de insensibilidade.


Isso ocorre por dois motivos. Primeiro, traumas emocionais tais como agressão ou alcoolismo paternos são frequentemente mantidos em segredo, jamais se falando a esse respeito abertamente. Segundo, essas magoas emocionais em geral não constituem situações isoladas, mas fazem parte de um padrão antigo e destrutivo. Via de regra, o trauma emocional subsiste e supura nos recônditos da alma, mutilando a vida emocional da vítima ao longo de toda a existência. (.....)


É claro que nem todos viemos de lares agressivos ou tivemos pais alcoólatras. Mas até mesmo os altos e baixos comuns da vida adulta e no cotidiano podem ser bastante dolorosos, resultando em um entorpecimento defensivo.


Os choques emocionais começam na primeira infância e continuam ao longo de nossas vidas. Gritam conosco ou nos deixam sozinhos quando estamos com medo. Nossos pais discutem ou simplesmente ignoram um ao outro. Outras crianças nos batem ou zombam de nós, às vezes até mesmo aquelas que consideramos amigas.


A infância é cheia de tensões e até mesmo de agressões. Com frequência, o afeto de que necessitamos nos é negado ou utilizado para manipular nosso comportamento, sendo dado apenas se formos “bonzinhos” e recusado se formos “maus”.


Em meio a tudo isso, somos silenciosamente exortados – em casa ou na escola- a ocultar o que sentimos e desejamos. Ensinam-nos que “desembuchar” nossos sentimentos seria uma grosseria ou uma indiscrição.


Texto extraído do livro Educação emocional de Claude Steiner com Paul Perry

Posts Em Destaque
Posts Recentes